Lição de casa

Tarefa árdua ou reflexão?
Ou
Repetição ou reflexão?

 

A lição de casa representa um grande foco de preocupação dentro do cotidiano escolar, pois é um tema que envolve coordenação, professores, alunos e pais com ações distintas e complementares ao mesmo tempo. Se buscarmos em nossa memória talvez tenhamos algumas lembranças não muito boas destes momentos, ao recordar das listas imensas de exercícios que pareciam fazer parte dos doze trabalhos de Hércules… mas o que queremos discutir aqui é sobre a importância destas lições: elas são necessárias?
A resposta é sim! A aprendizagem do aluno não ocorre só na sala de aula, aliás ele aprende o tempo todo nas mais diferentes situações do cotidiano, mas é muito importante, para adquirir um novo conhecimento, ler, reler, praticar, revisitar, recriar etc. E é neste contexto que temos a lição de casa, onde existe um momento privilegiado para o aluno retomar assuntos que está aprendendo na escola dentro do seu próprio ritmo. Uma boa lição de casa é aquela que não valoriza só a cópia, ou a memorização, mas sim aquela que o alunos é convidado a aplicar o que aprendeu na classe em novas situações-problemas e exercícios.
Como dito no início desta reflexão a lição de casa envolve todos os personagens do cenário educacional, sendo importantes para todos eles:
Para o estudante auxilia a retomar os assuntos vistos e integrá-los com conhecimentos já aprendidos, além disso estimula seu senso de responsabilidade e autonomia para cumprir as propostas de cada professor.
Para o professor serve como diagnóstico, pois ao receber os retornos dos alunos ele pode analisar e avaliar se houve entendimento e aprendizagem ou se será necessário rever algum conteúdo (seja com um aluno ou com toda a classe). Possibilita também um bom termômetro para localizar onde estão as dificuldades e/ou facilidades sobre o desenvolvimento de sua disciplina.
Para a família permite ver como anda a vida escolar do filho, que matérias gosta mais, quais apresenta dificuldades, mas também observar como ele está lidando com a rotina, como se organiza para entregar as lições em dia, qual o grau de envolvimento com cada trabalho etc.
Algumas sugestões importantes:
É necessário que o estudante tenha um espaço definido para fazer seus estudos em casa; a família pode ajudar na organização deste espaço (mobiliário, luminosidade, materiais e equipamentos etc.) e na construção de algumas regras e horários (principalmente para os mais jovens).
O tempo de dedicação à lição de casa pode variar de aluno para aluno, mas em geral o mínimo de 1 hora por dia é razoável; claro que também depende do segmento em que estuda. Se estuda no ensino médio por exemplo, irá precisar de mais tempo de estudo por conta da quantidade de disciplinas e conteúdos que terá em seu dia a dia.
Se o estudante apresenta dificuldades para realizar as solicitações dos professores é bom a família averiguar se não está conseguindo entender a proposta de atividade ou se realmente não entendeu o conteúdo apresentado na classe. Cabe aqui muito cuidado e é importante que as dúvidas sejam encaminhadas à escola. Os familiares não devem fazer a lição pelo aluno, pois isto irá “maquiar” uma possível dificuldade. É importante que o professor perceba o que o aluno conseguiu fazer sozinho pois assim poderá atuar da melhor forma possível para ajudá-lo (seja fazendo revisão, convocando para um reforço, dando novas propostas de atividades etc.).
As atividades propostas para as lições de casa devem ter estratégias bem definidas e desafiadoras, mas em consonância com as discussões feitas na classe; é necessário evitar questões que só valorizem a memorização, é importante que na hora que estuda, o aluno possa fazer uso de várias habilidades de pensamento como analisar, comparar, aplicar, generalizar etc. Cabe ressaltar que a coordenação e/ou professores devem auxiliar o aluno a utilizar técnicas como sublinhar, destacar, resumir e construir mapas mentais para organizar sua aprendizagem
O erro faz parte do processo de qualquer forma de aprendizagem, assim ao levar uma resposta incorreta na classe, o estudante poderá comparar sua resposta com a dos outros e desta forma compreender melhor um determinado assunto. A orientação do professor é superimportante para o aluno rever suas respostas e adquirir novos conhecimentos.
Sabemos que muitos pais querem auxiliar os filhos em seus estudos e numa próxima postagem apresentaremos algumas dicas de como estimular a aprendizagem dos filhos a partir de situações do cotidiano familiar.

Compartilhe