Projeto Antibullying

Sabe-se que a escola significa um espaço importante para o processo de socialização do ser humano. É nesse ambiente que os alunos iniciam o seu processo formal de formação cidadã, além de ser um espaço importante para a construção de relações pessoais e afetivas, tão importantes para uma vida saudável e feliz.

Diante dessa realidade, o Projeto Antibullying, desenvolvido no Colégio Paulo de Tarso, ao longo do ano de 2017, tem por objetivo central desenvolver ações com e para os alunos, na tentativa de criar um ambiente harmonioso no ambiente escolar, e que possibilite criar condições adequadas para o amplo desenvolvimento intelectual dos jovens.

Estatuto da Liberdade de SER

Preâmbulo:

Considerando que a liberdade de ser representa um dos principais direitos do homem;

Considerando que a escola representa um dos principais espaços de socialização e um pilar fundamental da sociedade moderna;

Considerando que o objetivo do Colégio Paulo de Tarso é garantir um ambiente harmonioso para a busca de sua função social;

Proclamamos o seguinte estatuto:

Dos Direitos:

Ser respeitado independentemente de suas características, estilo e orientação sexual;

Ter liberdade ao querer falar com algum responsável;

Direito de ter privacidade;

Direito de ter membros do colégio disponíveis para que os estudantes possam relatar seus problemas pessoais, escolares e também situações relacionadas ao bullying;

Direito de participar das decisões em relação aos estudantes;

Dos Deveres:

Família:

Estar presente na vida escolar do estudante;

Ter controle sobre as redes sociais de seus filhos, e fazer uma vistoria quando julgar necessário;

Criar um ambiente harmonioso em sua casa, dando liberdade para que os indivíduos possam conversar com os responsáveis;

Dar apoio emocional e psicológico;

Escola:

Passar segurança aos estudantes;

Conscientizar os estudantes constantemente;

Fazer palestras e projetos, para orientar os alunos a não praticarem o ato do bullying;

Disponibilizar um grupo que possa de alguma forma ajudar os estudantes, em relação ao bullying e a problemas pessoais;

Estipular punições aos agressores;

Alunos:

Respeitar o espaço escolar e a todos, sejam eles funcionários, diretores, professores ou estudantes;

Não julgar o próximo;

Respeitar e dar apoio aos amigos;

Respeitar as normas do colégio;

Estratégias:

Seguir seus direitos e deveres, e fazer sempre o que está ao seu alcance para ajudar alguém que necessita de auxílio;

Continuar divulgando projetos contra o ato do bullying;

Estipular medidas para que o caso não se repita nunca mais;

Acompanhar os dois alunos, agressor e vítima, para analisar se o relacionamento de ambos melhorou;

Pedir ajuda e conselhos para outras vítimas que conseguiram superar o bullying.

 

Compartilhe