Hora das escolhas

“As escolhas devem ser feitas por pais ou responsáveis. Talvez a quantidade, pela própria criança maior que cinco anos” (com supervisão de um adulto para que não exagere na quantidade). A criança desde pequena deve se adaptar com todos os item do cardápio no pratinho. Mesmo que no início separem, o alimento deve estar lá. Essa conduta é importante pois muitas vezes a criança não conhece o alimento e cria um preconceito sem ao menos experimenta- lo. A experiência com nutrição infantil, me faz observar, que escolas e casas que tenham essa postura, as crianças passam a experimentar e muitas vezes gostam de um determinado alimento junto com o “arroz e feijão”

 

Talita Barbieri – Nutricionista

Compartilhe